cursos photoshop, livros photoshop, tutoriais photoshop, tutoriais flash, tutoriais 3ds max
Tutoriais de Photoshop mais populares...
tutorial Photoshop - bola de basquetebol tutorial Photoshop - faca de churrasco tutorial Photoshop - como fazer cabelo tutorial Photoshop - marcar a ferro quente tutorial Photoshop - como fazer um escudo tutorial Photoshop - como fazer uma lata de refrigerante
10 Abril 2008 - por Magno Urbano

por Magno Urbano

Depois de uma tentativa falhada de comprar o Yahoo! por um valor inferior ao valor de mercado, a Microsoft tenta, de todas as maneiras, obrigar o Yahoo a aceitar a sua oferta de compra. Desta vez, resolveu dar um prazo de três semanas ao Yahoo! para que aceite a venda pelo valor oferecido. Em caso de nova recusa, ameaça a Microsoft, será feita uma operação de compra maciça de acções na bolsa de valores, até a obtenção da posição majoritária com direito a voto, quando então poderá obrigar o Yahoo a aceitar a venda, provavelmente por valor inferior.

Para perceber a questão, precisamos de recuar até 1996, quando a web estava a descolar, altura na qual a Microsoft afirmou que não tinha qualquer interesse de investir na Internet, por considerar que este meio não tinha qualquer possibilidade de progresso e que, portanto, não valia qualquer esforço de energia. Ao fazer isso, a Microsoft deixou livre o cenário da internet para quem quisesse se aventurar. E assim foi.

Com o passar do tempo dois estudantes da universidade de Stanford, um russo chamado Sergey Brin e um americano chamado Lawrence (”Larry”) Page, resolveram criar um motor de buscas baseado num novo conceito de leveza, simplicidade e relevância, fundando assim uma pequena empresa de dois funcionários chamada Google.

Num mercado com livre concorrência (pois a Microsoft não estava em cena), o Google pôde crescer e, em pouco tempo, assumir a liderança dos motores de busca, seguido do Yahoo! que já existia antes do Google, criado segundo o conceito de informação organizada em categorias.

Sendo estas duas empresas, Google e Yahoo, os líderes dos motores de busca na web, era claro que possuiam as páginas mais visitadas do planeta (como ainda é até hoje). Assim, começaram a idealizar maneiras de capitalizar o investimento, com a colocação de anúncios nos seus sites e, em pouco tempo, tinham obtido receitas milionárias mensais e começavam a dar lucro, tendo o Google conseguido obter receitas dezenas de vezes maiores que o Yahoo!

Como a Microsoft é uma empresa essencialmente interessada em ganhar dinheiro apenas, tendo muito pouco interesse em desenvolver programas ou sistemas que não lhe possam dar lucro imediato e directo, começou a invejar os lucros e a posição de destaque do Google e do Yahoo! no mercado e no cenário internacional, obtido também por causa do enorme crescimento de importância da internet no mundo. Além disso, com o Google e com o Yahoo! na liderança cabia à Microsoft uma terceira posição ou talvez até pior, o que era inadimissível para os planos de megalomania desta empresa.

(continua…)

Este artigo continua...

Leia as outras partes deste artigo nos sequintes links:

PARTE 1 : PARTE 2 :

 

 

 

 

Se gostou desse artigo...
::
receba as novidades deste site por e-mail!

 

o seu nome:
a mensagem:
 

 


Dê a sua opinião sobre este artigo

O seu nome

O seu e-mail

Opine sobre este artigo

Por favor copie o texto... 794FFk na caixa seguinte:

CAPTCHA image

Curso Photoshop CC Curso Photoshop CC para iPad Curso Photoshop CC para iPhone Curso Photoshop CC para iPad Curso Photoshop CC para Mac Curso Photoshop CC para Apple TV

 

Ferramentas

Google PageRank
Conteúdo Duplicado

Categoriais

 ddddddd

Arquivos